quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Crítica do filme Tropa de Elite 2

Será que a continuação de Tropa de Elite é boa?

Bem,como vimos o primeiro tropa de elite pareceu ser história de um filme só!Capitão Nascimento se aposentou,mathias ocupou seu lugar e ele pôde viver feliz para sempre...quem dera que a vida de Roberto Nascimento fosse um filminho de ação americano.Aqui as coisas só pioraram!

 Abandonado pela esposa,afastado do filho...Nascimento volta para o BOPE que agora está jogado as traças,mas tudo muda quando ocorre uma ação do BOPE em bangu I que trouxe graves repercussões políticas, os dois líderes do batalhão, o Coronel Nascimento e o
Capitão Mathias tiveram “punições” diferentes. Nascimento foi elevado (tal como na realidade) à posição de herói por sua resposta firme (para não dizer excessiva) junto aos criminosos, assumindo o cargo de Subsecretário de Segurança Pública. Já Mathias é usado como bode expiatório pelo governo e expulso em desonra do BOPE.
Na posição ideal para conseguir travar sua luta contra o tráfico de drogas, Nascimento descobre que a situação não é tão simples quanto ele pensava, percebendo que as raízes da corrupção são bem mais profundas do que meros policiais subornados por traficantes. Além de encarar um inimigo que parece ser onipotente, o Coronel ainda tem de encarar a própria solidão, encontrando-se afastado do filho e vendo sua família sendo chefiada pelo ativista político Fraga, seu maior crítico público. Os desafios enfrentados por Nascimento convergem de maneira explosiva em um conflito que mudará toda a percepção de realidade do personagem.

Agra te pergunto de novo:Será que a continuação de Tropa de Elite 2 é boa?

A resposta é sim,sem sombra de dúvida um dos melhores filmes do ano(se deus quiser,posteriormente farei um top 10^^)me arrisco até a dizer que ele dobra a qualidade do primeiro,começando por Wagner Moura entrega uma das perfomaces que ja tive o prazer de assistir(repare na postura dele e na roupa dele no 1 e depois veja no 2) que acaba de eternizar Nascimento não como aquele capitão que vimos no filme anterior,mas sim como um ser humano,no segundo filme é explorado ao extremo os sentimentos do personagem o que facilita a identificação com o mesmo,Irandir Santos se sai muito bem no papel de deputado Fraga que é o contrario do Nascimento,ja sei o que você esta pensando:Ele é frutinha?Viado?bicha?Bem eu não sei da vida pessoal do cara né,mas falo isso pq ele ao contrario do Nascimento quer vencer a violencia com palavras e enquanto Nascimento insiste na violência,digamos que ele é o Capitão Nascimento burocrata.Para não spoilar(verbo novo) aqui irei citar apenas os vilões que meu deus são pessoas espertas,legais,lutam pelo Brasil,são totalmente honestos...para as camêras,na aparência porque por trás eles são nojentos,corruptos,sujos e gananciosos,o que contrasta ainda mais as coisas com a realidade.Eu pessoalmente assistiria infinitas vezes esse filme apenas para ver as atuações incríveis dos atores que estão por incrivel que pareça muito mais humanos que no primeiro filme.Há não posso deixar de falar da fantástica aparição do capitão Mathias representado por André Ramiro,aqui ele aparece pouco...mas quando aparece da um show especialmente quando contra-cena com Wagner Moura mostrando uma certa semelhança entre a personalidade nova dele com a de Nascimento.

Bem ja falei muito dos atores né agora vamos imagem.PARABÉNS José Padilha por ter copiado a camêra de Guerra ao Terror(outro filme muito bom também)nas partes de ação mostrando a tensão que um soldado passa invadindo as favelas,a pessoa se sente realmente no filme e fica tensa com o tiroteio com ajuda da também ótima trilha sonora que não só da show nos momentos de ação como de drama também.

Para finalizar gostaria de agradecer a José Padilha por não ter pensado só no dinheiro para fazer tropa de elite 2 e sim ter feito o melhor filme brasileiro de todos os tempos!

Interessante notar que Padilha pega todas as crenças e certezas que Nascimento tinha no primeiro filme e as desconstrói de maneira brilhante aqui. Em dado momento, Nascimento imagina as consequências de seu plano para a segurança pública, apenas para depois a audiência compreender, com a ajuda do próprio personagem, que nada do que fora planejado realmente aconteceu. Deste modo, a continuação não funciona apenas como um mero desdobramento dos temas propostos na primeira fita, mas como uma evolução daquele longa, mostrando que a resposta meramente coerciva para o problema da violência funciona tão bem quanto um band-aid para uma perna gangrenada.

Diga-se de passagem, a produção é tão sutil quanto um rolo compressor ao mostrar algumas de suas facetas. Sua violência é tão explícita quanto a hipocrisia política de seus “vilões”, sendo difícil saber qual das duas provoca mais revolta e asco junto ao público. Em um momento catártico, Nascimento surra sem dó ou piedade um político corrupto. Essa falta de sutileza merece ser saudada, pois a fita transmite, sem dourar a pílula, quão grave e assustadora é a situação nada fictícia que é mostrada.

Mais do que uma que uma sucessão de tiros e frases de efeito Tropa de elite 2 é uma obra tensa e dramática que não poupa a audiência ao expor um sociedade doente e um sistema político corrupto.Melhor filme brasileiro do ano na minha opinião!

1 comentário

guigapnobrega

do ano não meu amigo, do ano não... DA HISTORIA

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Não escreva comentários com o Caps ativado.

Obs: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

  ©Projeto Kraft - Todos os direitos reservados.

Dicas Blogger | Wellington Holanda | Topo