sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Leitores Digitais - Uma nova era

Leitores Digitais

Imagine ter milhares de livros sempre à mão em um único aparelho. Será o fim do papel e dos livros como conhecemos?

Ter um livro nas mãos, porém sem as páginas e sem a necessidade dos movimentos de mudança de página, é algo em constante desenvolvimento. O que começou como algo destinado a áreas e grupos específicos de pessoas hoje já ganhou a atenção de grandes empresas e novas tecnologias surgem para a leitura de livros eletrônicos, mais comumente chamados de e-books. Neste artigo, você vai saber mais sobre o progresso de leitores digitais e como a tecnologia está hoje.

Entusiastas da leitura digital começaram a utilizar a tecnologia para manuais técnicos de hardware, técnicas de fabricação e assuntos similares. Pouco a pouco, grandes desenvolvedoras de software, como a Adobe, se interessaram e começaram a criar seus formatos de conteúdo de texto digital. Hoje, dois modelos de leitor dominam o mercado: o Kindle, da Amazon, e o Sony PRS.

O que é um leitor digital?

A definição de leitor digital é simples: um dispositivo que exibe o conteúdo de livros digitais e que pode ser exclusivo para este tipo de leitura ou ter outras funções também. O que esses aparelhos buscam como melhoria em relação ao manuseio convencional de livros é, principalmente, a portabilidade. Vários livros podem ser “carregados” em um único dispositivo sem peso nenhum, por exemplo.

O principal desenvolvimento tecnológico de um leitor digital é a tela. Uma vez que o dispositivo é para leitura, a tela de um leitor digital deve oferecer conteúdo nítido e claro mesmo sob forte luz solar. Da mesma maneira, um livro digital também pode ser lido com baixa ou até mesmo nenhuma luz.

Um PDA – dispositivo eletrônico com algumas funções de computador, telefone celular, tocador de música e câmera – capaz de exibir texto em sua tela também pode ser considerado um leitor digital, porém sem recursos específicos de exibição.

O Kindle, da Amazon, um ótimo exemplo de leitor digital.Benefícios e vantagens

Através de links, texto dentro de um livro pode ser facilmente pesquisado e acessado em instantes. Anotações podem ser feitas sem riscar nada nem rabiscar nenhuma página. Tamanho e tipo de fonte podem ser ajustados à sua preferência. Imagens animadas e conteúdo multimídia podem ser incorporados. Nenhum custo com papel e impressão. Esses são apenas alguns benefícios de um livro digital.

Conteúdo

Um livro digital é mais barato que um livro convencional. Isso sem contar que toda obra anterior a 1900 está sob domínio público, ou seja, encontra-se disponível gratuitamente. Obras brasileiras, por exemplo, podem ser encontradas no site Domínio Público, uma biblioteca especializada neste tipo de conteúdo.

A digitalização de um livro não é intrínseca à sua publicação. O fato de uma obra estar disponível em uma prateleira não quer dizer que ela está disponível digitalmente. Os livros do bruxinho Harry Potter, por exemplo, não estão disponíveis em formato digital por restrição da autora J.K. Rowling.

O conteúdo distribuído digitalmente para leitores digitais utiliza os princípios do gerenciamento digital de direitos, tradução livre para Digital Rights Management, ou seja, a maneira encontrada para impedir ou amenizar a distribuição e o uso não autorizados de diferentes tipos de conteúdo digital. De acordo com as restrições definidas pelo proprietário dos direitos de uma obra, um servidor de e-book pode limitar o acesso, a cópia e a impressão do material.

Livros digitais podem ser encontrados em lojas especializadas ou como uma seção em lojas maiores. A Sony e a Amazon, por exemplo, têm um grande catálogo de livros digitalizados. Afinal, as duas são grandes desenvolvedoras de leitores, então nada mais condizente do que material para rechear seus produtos.

8 Comentário

Bruno Conti

sou louco para ter um desses -.-
tenho um monte de livro no pc. odeio ficar lendo no pc..o u no celular q nao da pra enxergar nd hwuaeihuawihueihuwaeihuwae

Fernando Gomes

Livro? Pode ser egoísmo da minha parte, mas TEM QUE SER de papel. Eu leio muita coisa no computador mesmo, mas não abro mão de um bom livro. Provavlmente os leitores digitais acabarão dominando, mas não acho que isso ocorra tão cedo.

http://isaidtv.blogspot.com/

KGeo

cara como eu gostaria de uma dessas

Pobre esponja

Oi amigo.
Tem gente que não suporta ler livros na NET. Mão é o meu caso, que baixo diversos. Acho ótimo essa proposta. E também creio que, assim como o Cinema não acabou com o Teatro, e o DvD não acabou com o cinema, nunca se acabará o Livro Impresso. Talvez torne-se raro, talvez não, mas nunca acabará.

abç
Pobre Esponja

palavras ao vento

a tecnologia cada dia nos ajuda...mas eu ainda não troco o livro normal por ler em um aparelho..acho estranho....mas com tempo se acustuma..

Arthur A. Melo.

Já tinha lido sobre o Kindle antes.

Nova Quahog

PRA DIVULGAÇÃO DE BLOGS:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

1 Lênin 1 Blog!

nossa cara, no que o mundo vai se tranforma?

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Não escreva comentários com o Caps ativado.

Obs: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

  ©Projeto Kraft - Todos os direitos reservados.

Dicas Blogger | Wellington Holanda | Topo