sábado, 19 de dezembro de 2009

Cigarro: Cigarros: Prós e Contras

Street Fighter IV, uma revolução

Salve, salve, leitores do Kaftrs. Nesses últimos dias, fiz uma minienquete - no MSN mesmo, apenas com amigos - para optarem pelo próximo post dos blogs que eu escrevo - ou apenas acompanho, como preferirem. Sugeri duas alternativas pro Projeto Kraft, que foram "cerveja" e "cigarro". Cigarro ganhou quase que por unanimidade. Por isso, comentaremos, a seguir, tudo sobre o cigarro. Ou quase tudo.

Quando estava escrevendo este artigo, a pergunta “Por que as pessoas fumam?” perturbava a minha mente. Sei que para isso só se tem uma resposta, simples e óbvia: nicotina. Embora, para muitos outros usuários, a situação pareça bem mais complexa.
Enfim, não estou aqui para dar dicas de como largar o cigarro. Até porque o que não faltam são campanhas, movimentos sociais e leis para ajudar a diminuir o número de fumantes na sociedade. E, também, fazer isso não cabe a mim, não é?! Sem contar que, além de tudo o que a mídia expõe sobre cigarro, os usuários têm total conhecimento sobre os ricos e as consequências do fumo.

Há fumantes de todos os tipos. Há aqueles que fumam apenas para acompanhar um cafezinho - ou o contrário. Há aqueles que fumam só quando tomam alguma bebida alcoólica. Há fumantes que, na realidade, não são fumantes, que só fumam para perambularem com um cigarro entre os dedos na rua. Há os que até gostam de fumar, só que apenas de vez em quando. Há, por fim, os que realmente sentem prazer em fumar. Esses gostam do cheiro da fumaça e sentem uma sensação indescritível a cada tragada. Mas, claro, não conseguem e, às vezes, nem querem largar o seu amiguinho de todas as horas.

No entanto, parece haver mais a fumar do que apenas nicotina. Fumar incorpora uma quantidade considerável de rituais, que envolvem muitos dos sentidos. Um fumador, muitas vezes, tem prazer em descrever a sensação de um cigarro na mão, do paladar, visão e o cheiro da fumaça. Além disso, especialmente em ambientes sociais, o tabagismo envolve uma "partilha de experiências" com outros fumantes.

O que me chamou a atenção, quando estava pesquisando sobre cigarros, foi a quantidade de marcas importadas que ganham milhões mensalmente apenas com a venda dos cigarros. Até com os cigarros há como “luxar” hoje em dia. Você é fumante?! E tem uma situação econômica difícil?! De certo que raramente você colocará na boca um West ou um Djarum.

Uma opinião totalmente pessoal é: não vejo nenhum fundamento naquelas propagandas do Ministério da Saúde. Até um lado das carteiras de cigarro escrito com alertas sobre o fumo já têm. Não vejo como algum fumante totalmente viciado, que não pensa em outra coisa a não ser fumar e já acorda pensando na sua próxima tragada, possa largar o fumo devido àquelas míseras propagandas mal feitas. Talvez seja apenas uma forma de gastar dinheiro - ao menos é o que me parece. Enfim, fuck para as propagandas.

6 Comentário

Marcus Alencar

Acho essas propagando ridiculas demais pois o efeito que causam no fumante é minimo, pifio, não muda em nada a mentalidade desse em querer largar ou não cigarro, talvez, moderá-lo se for possivel. Lembro de duas coisas que ouvi sobre o cigarro que me lembram seu post, uma é de uma ex-colega de faculdade que pediu para alguém comprar um maço para ela, qualquer um menos aquele que tem o bebê no verso. É mole?
A outra é de uma garota bem mais nova dizendo que não se preocupava com os males pois sabia que iria morrer algum dia, assim como todos nós, mas que pelo menos saberia a causa.

mulherices

Fumar é uma coisa qualquer, um prazer simples e cotidiano, que - sim! - faz mal à saúde: quase sempre, a quase todos que fumam.

Há uma imensa demagogia hoje em dia por parte de governantes em todo o mundo sobre a questão - cedem às pressões de Ongs anti-tabagistas (formadas por médicos e financiadas por fabricantes de remédio) e ganham muita publicidade com isso.

Como não conseguem, por mais que demonizem o cigarro, fazer com q as pessoas deixem de fumar, ultimamente começaram a demonizar o FUMANTE! Por isso INVENTOU-SE o mito do fumo passivo.

Eu poderia ficar horas aqui escrevendo a respeito, faria um artigo mais extenso q o seu. Se vc se interessa pelo assunto, visite o www.ocolecionadordehistorias.com.br

Lá há vários artigos e crônicas sobre o assunto.

Igor André

Concordo bastante com o que a "mulherices" disse e o qual se estende a ideia abordada no texto. Principalmente no que tange a demonização do fumante.

Nao sabia que o fumo passivo era um mito. Alias, vou pesquisar sobre isso.

Abraço

Igor andré
(ordemincaos.blogspot.com)

Sr.luck

Tava lendo essa postagem e lembrei que hoje mesmo eu sonhei com isso...no meu sonho eu tavo fumando e a sensação era indescritivel...

Tarcisio Daidouji

As propagandas q vem atras das caixas de cigarro naum tem o interesse de mudar a opinião de um fumante ela tem o objetivo de impor uma opinião a não-fumantes dizendo coisas q todos nós sabemos uma pessoa só começa a fumar se naum tiver tido educação em ksa eu sei pq eu fumo e acho q um dos maiores fatos q me fizeram aceitar o primeiro cigarro q eu fumei foi o fato da minha mãe ser um fumante. Fumo a dois anos e fumo 30 cigarros diariamente :D

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Não escreva comentários com o Caps ativado.

Obs: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

  ©Projeto Kraft - Todos os direitos reservados.

Dicas Blogger | Wellington Holanda | Topo